Alluka: Transgeneridade e rejeição familiar.

E
novamente, aqui estou eu falando de HxH já devem ter notado certa tendência ao
fanboysismo certo? Pois bem, assim como dito no post anterior(link aqui) não me
estenderei falando da obra como um todo pois seria perda de tempo (ninguém
aguentaria tanto tempo lendo elogios consecutivos) ao invés disso me focarei
novamente em um personagem especifico e (divagarei) tentarei me aprofundar em
uma interpretação  pessoal do mesmo afim
de gerar uma discussão.

Diferente
do texto anterior serei direto ao falar do personagem tema e não me preocuparei
em contextualizá-lo(coisa que dá muito trabalho) , partindo assim do
pressuposto de o leitor já o conhece  e
já está a par da obra em questão, e  se
você ainda não viu/leu HunterxHunter  e
não conhece a Alluka se mate, corra agora mesmo para ver/ler e depois volte aqui pra ler
o texto e dizer o que achou.  Agora,
vamos ao texto:

Que
HunterxHunter é uma história repleta de simbolismos e conotações qualquer um
vai concordar, a grande maioria de seus personagens trás consigo toda uma
bagagem de significados ocultos que vão desde brincadeiras com nomes de bandas
até a abordagem de assuntos delicados mascarados por detrás de tramas  fantasiosas e carnavalescas. E é sobre esse tipo
de abordagem que gostaria de escrever hoje, correndo o risco de soar como mais
um fã inconsciente que tenta impor sobre uma obra suposições e significados que
só existem em sua cabeça, fica aqui registrado minha interpretação pessoal do
personagem Alluka.

Alluka
é homem! E afirmo isso com base em informações disponibilizadas no data book
oficial de HunterxHunter podendo reafirmar com base em análise na qual
discorrerei mais à frente.  Sabendo do
gênero de nascença de Alluka, encontramos uma disparidade com relação a sua
aparência e personalidade, pois Alluka apesar de ser do sexo masculino se veste
e se porta como alguém do sexo oposto, sendo isso motivo de muita confusão por
parte dos fãs, mas é ai que se encontra o X da questão, e com questão quero dizer:
Oque Alluka representa? Qual seu papel na história?
Sim, essa coisinha fofa tem um pênis!

Ao
se fazer essas perguntas e estando ciente da disparidade anteriormente
mencionada pode-se chegar a uma simples conclusão inicial que nos ajudará a
entender melhor toda a situação, essa conclusão seria que Alluka tem outra
identidade de gênero, assim dizendo ela é transgênero (repare que agora irei me
referir a ELA no feminino, respeitando a identidade da personagem) tendo uma
mentalidade puramente feminina ela inconscientemente tende a agir como tal, sem
nem ao menos se imaginar como homem em momento algum. Tendo isso como base,
analisemos alguns fatos decorrentes do anime.

Alluka
nos é apresentada inicialmente sendo mantida presa por sua família no subsolo
por conta de apresentar uma habilidade Nen perigosa e supostamente
incontrolável, família esta que se refere à própria como “coisa”
sendo frequente a afirmação de que a “coisa” não faz parte da família,
depois disso descobrimos que a “coisa” também é uma maneira de chamar
uma segunda personalidade de Alluka que toma conta de seu corpo por vezes
quando sua habilidade é ativada. A única pessoa que parece aceitar Alluka como
transgênero a tratando sempre como menina diferente de todos os outros que a
conhecem é seu irmão, Killua.
Alluka em seu isolamento.

Indo
direto ao ponto agora, o grande significado por detrás de Alluka e sua
representatividade(segundo eu) é este, ela representa aqueles que sofrem por
terem  identidades de gênero diferentes
de seus sexos biológicos, tendo de enfrentar entre outras coisas a rejeição por
parte da estrutura familiar, sendo chamada de “coisa”, isolada do
resto do mundo por uma família que não a reconhece. Isto tudo, é claro, muito
bem representado por uma realidade incomum e uma habilidade imaginativa.

É
lindo ver a relação entre Killua e Alluka, pois este é o único que aparenta
demonstrar afeto por nosso tema, aceitando-a como ela realmente se vê, em
oposição a Illumi por exemplo que faz papel de principal antagonista desta
saga, simbolizando a rejeição como um todo, dando à Alluka representações
inumanas ele tende a repetidamente citá-la como menino utilizando prefixos
masculinos(irmão, ele) caracterizando sua visão estreita de Alluka sendo homem
e em momento algum cogitando a opção de referir-se a ela como, bem, ELA. E
continuamente afirmando o fato de Alluka, ou melhor dizendo a “coisa”(como
Illumi a chama) não faz parte da família. 
A aceitação.
Então
termino aqui de expor minha opinião sobre Alluka, convido você leitor a pensar
no assunto e depois assistir à cena final entre ela e Killua onde nosso tema
faz-se de uma afirmação deveras representativa “Um irmão que é legal com a
Alluka tem que ser legal com a coisa também!! Se você quer proteger Alluka,
então você tem que proteger a coisa também!!”

Serei julgado se disser que  shippo fortemente?
 ——————————————————————————————————————–
Então foi isso queridíssimos leitores, espero ter sido claro e que tenham gostado, e como da últimas vez estejam convidado a comentar e participar, novas opiniões são sempre bem vindas. 🙂