Análise: Dagashi Kashi (Episódio 03)

Olá para vocês, pessoal do Fênix no Sekai. Aqui é o Diego Felipe e esta é mais uma análise de episódios de Dagashi Kashi. Saiu com um pouco de atraso mas espero que desfrutem da mesma forma.

Bem, sem delongas, vamos à análise…

ATENÇÃO: Essa análise contém spoilers de cenas do terceiro episódio. Aos que não querem ler spoiler antes de verem a obra sugiro que assistam os primeiros episódios antes. Aos que já assistiram o episódio ou estão interessados em ler análise assim mesmo… Fiquem à vontade. 🙂

A ABERTURA

E assim como no episódio 02 a abertura apresentou mais cenas diferentes da abertura mostrada no episódio 01. Dessa vez a opening foi inteiramente animada e apresentou todos os personagens interagindo.
Provavelmente essa será a abertura definitiva do anime a partir de agora. Aliás interessante notar que teve até referências a Star Wars e Indiana Jones.
“Venha para o lado de cuida da loja de doces da Força, Kokonotsu”
Essa provavelmente é a versão completa da opening, que aliás ficou muito boa. Vocês podem conferí-la no vídeo abaixo.

O EPISÓDIO

É o dia mais quente do ano na cidade em que a história se passa. Kokonotsu está praticamente sufocando de tanto calor e pra piorar o ar condicionado está quase pifando. E aí chega a Hotaru com mais uma de suas ideias tresloucadas: desligar o ar condicionado e trazer um aquecedor. O motivo? Para saborear um Butamen de uma forma mais proveitosa.
Dessa vez Hotaru não embarca nessa ideia doida sozinha: Tou a ajuda trazendo o aquecedor. Vale lembrar que Tou é o irmão pervertido e folgado de Saya e que ele conheceu Hotaru pela primeira vez ao chegar em casa e vê-la saindo do banho. ( ͡° ͜ʖ ͡°)
Apesar de Kokonotsu não achar uma boa ideia todo esse calor Tou diz que vale a pena… E mais tarde fica revelado o porquê dele pensar assim: o suor e o vapor não só deixam Hotaru mais sensual, como ainda por cima deixa seu sutiã mais em evidência mesmo debaixo da roupa de cima. ( ͡° ͜ʖ ͡°)
Tou fica com tanto tesão que acaba derramando mais sangue pelo nariz (na verdade ele já estava derramando antes, e não era pelo clima quente…) e acaba desmaiando. Kokonotsu acaba convencendo Hotaru a desligar o aquecedor e ligar o ar condicionado porque se o clima continuar quente os doces vão estragar, deixando-a estupefata. Mas quando vão ligar o ar condicionado eis que ele pifou de vez.
Para tentar se refrescar em meio ao clima quente, Kokonotsu e Tou vão para a piscina, onde esperam encontrar um monte de garotas bonitas de biquini… Mas tudo o que encontram é uma piscina sem ninguém ao redor e com o Sr. Shikada (o pai do Kokonotsu) de salva-vidas. Segundo o Sr. Shikada, ele está trabalhando para complementar a baixa renda como dono da loja de doces.
Sr. Shikada e suas pernas torneadas
Eis que chegam Saya e, mais tarde, Hotaru, que jogou o cloro na piscina. Ou melhor, pareceu ter jogado apenas cloro na piscina mas na verdade ela atirou doces. Isso foi tudo um plano que ela combinou com Aizen Sr. Shikada numa estratégia para tentar comover Kokonotsu a ajudar seu pai na loja de doces. 

A princípio Kokonotsu, Saya e Tou ficam empolgados encontrando doces na piscina porém acabam se deparando uma placa dizendo que não pode comer ou beber no local. Resultado: o plano dos dois fracassou. E assim se encerra a primeira parte do episódio.

Na segunda parte do episódio Hotaru mais uma vez visita a loja mas quem está atendendo é Tou e não Kokonotsu, que precisou sair um pouco. Então ela decide conhecer mais sobre Tou para passar o tempo e esperar pelo filho do Sr. Shikada.

E fica estupefata ao descobrir que Tou não sabe abrir a embalagem de um Botan Rice, sendo que tal embalagem é feita com papel de arroz, um papel comestível. Então ela decide fazê-lo comer o doce com embalagem e tudo para apreciar o sabor (ao melhor estilo battle shounen).

Ele acaba gostando do doce, para satisfação de Hotaru. Em seguida chegam os eletricistas para consertar o ar condicionado. Para distrair Hotaru, Kokonotsu pede que ela fique no café da família de Saya. Uma vez lá ela decide perguntar sobre o doce favorito de Saya e se surpreende em saber que ela não é muito chegada em doces.

Ela então oferece um doce chamado Seven Neon. Como nunca havia comido esse doce antes Saya tenta abrir a embalagem mas ao perceber a reação de agonia de Hotaru devora mesmo com a embalagem. Assim como o Butan Rice, o Seven Neon também tem uma embalagem comestível. Hotaru, feliz com a forma como Saya decidiu provar o doce, aproveita e a entretém contando-lhe curiosidades sobre o Seven Neon. E assim acaba o episódio.

A ENDING

E não é que a ending, assim como a opening, acabou mudando? Mas diferente da opening, que mudou aos poucos, a ending mudou de uma vez só no episódio 3.

Como pode ver pelas imagens o encerramento faz referência à história de Alice no País das Maravilhas.

Interessante é notar também que o design dos personagens está muito similar à versão animada da história da Walt Disney Pictures lançada em 1951, principalmente a julgar pela roupa da Saya como a Alice e a aparência da Hotaru como o Gato de Cheshire.

Essa versão da ending é bem superior à primeira versão, até mesmo pela criatividade em referenciar Alice no País das Maravilhas.

É possível conferir essa ending nova no vídeo abaixo:

A ANÁLISE

Dos três episódios esse foi o melhor exibido até agora, pois uma vez que o público já tem conhecimento dos personagens e de suas personalidades torna-se mais fácil identificar-se. Além disso o episódio contou com uma participação mais ampla dos cinco personagens principais. Vale lembrar que no episódio passado, por exemplo, Tou não apareceu e o Sr. Shikada só fez uma ponta pequena.

Quanto à animação, é possível notar que o estúdio Feel consegue manter um nível estável de animação de qualidade para a obra, principalmente por meio da alteração da opening e da ending do anime.

A dublagem dos personagens continua de bom nível. Se Ayana Taketatsu já se sobressai como a voz da Hotaru, o experiente Keiji Fujiwara também faz bem sua dublagem como o Sr. Shikada, assim Manami Numakura, Tatsuhisa Suzuki e Atsushi Abe também estão bem como Saya, Tou e Kokonotsu respectivamente.

O anime mantém seu roteiro fiel ao mangá e continua adaptando os capítulos do mangá competentemente. Em suma, até aqui o anime pode não ser memorável mas consegue divertir o espectador com personagens carismáticos e piadas e situações divertidas.

Bem, pessoal, essa foi mais uma análise de um episódio do anime de Dagashi Kashi. Até a próxima.