TOC #09 da Weekly Shonen Sunday (2016)

Capa: Gin no Saji

Olá para vocês, pessoal do Fênix no Sekai. Aqui é o Diego Felipe e esta é mais uma análise de TOC da Weekly Shonen Sunday. Dessa vez saiu antes do previsto e por isso a análise saiu mais cedo.

Antes de começar a análise imagino que muitos leiam as matérias mas ainda ficam com uma grande dúvida: o que vem a ser uma TOC? Bem, recentemente o Ivo lançou uma matéria explicando claramente o que é uma TOC. Você pode dar uma conferida para esclarecer algumas dúvidas clicando nesse link.

Bem, vamos diretamente à TOC.

TOC #09 DA WEEKLY SHONEN SUNDAY (2016)
Gin no Saji (Capa, Página Colorida Principal, Retorno do Hiato)
01. Detective Conan
02. Major 2nd
03. Ane Log
Kume Short (Página Colorida, One-shot)
04. Dagashi Kashi
05. Magi
Amano Megumi wa Suki Darake! (Sem Rank, 5º Capítulo)
Kyoukai no Rinne (Página Colorida)
06. Saike Matashitemo (22 pg.)
07. Akatsuki no Tyrant
Zettai Karen Children (Página Colorida)
08. Nanoha Yougashi-ten no Ii Shigoto
09. Tokiwa Kitareri!!
Fureru to Kikoeru (Sem Rank, 4º Capítulo)
10. Denpa Kyoushi
11. Hatsukoi Zombie
12. Tenshi to Act!!
Yugami-kun ni wa Tomodachi ga Inai (Mangá Mensal, 30 pg.)
13. Hayate no Gotoku!
14. Joujuu Senjin!! Mushibugyo
15. Keijo!!!!!!!!
16. Nippen!
17. Charactimes Golden
– AUSENTE: Be Blues!
– EM HIATO: Arata Kangatari (Sem Previsão de Retorno)
Nessa edição tivemos a volta de nada mais nada menos do que Gin no Saji, mangá de Hiromu Arakawa (mesma autora de Fullmetal Alchemist e do mangá de Arslan Senki e ilustradora de Jushin Enbu) e uma das obras que mais vendem da Shonen Sunday atualmente. O retorno do hiato é um bom sinal para as vendas de volumes da Shonen Sunday, embora seja preciso ressaltar que o mangá está em sua reta final. E para comemorar o retorno nada como uma capa .

Também tivemos página colorida para Kyoukai no Rinne, Zettai Karen Children e para o one-shot Kume Short, de autoria de Koji Kumeta (também autor de Sayonara Zetsubou Sensei e Katte ni Kaizou). Saike Matashitemo. O mangá mensal publicado nessa edição foi Yugami-kun ni wa Tomodachi ga Inai. 
Apenas um mangá publicado regularmente esteve ausente nessa edição: o mangá de futebol Be Blues!. Arata Kangatari, como já informado na TOC, está em hiato há muito tempo e com o retorno de Gin no Saji se torna o único mangá em hiato no plantel. Vale lembrar que os novatos Amano Megumi wa Suki Darake! e Fureru to Kikoeru ainda não estão sendo ranqueados.

TOP 10:

01. Detective Conan: “Detective Conan em primeiro”… Esse termo só não é pleonástico por causa das raras vezes que outro mangá pega o primeiro lugar (Major 2nd esse ano ficou duas vezes em primeiro). Em suma, nenhuma novidade mais essa primeira posição.

02. Major 2nd: As vendas de seus volumes estão sendo muito boas, o que é um alívio para a Shonen Sunday que deve se despedir em breve de Magi, por sua vez um dos mangás que mais vendem na revista atualmente. A continuação de Major já ganhou um comercial animado e pode ganhar um grande boost nas vendas com uma adaptação em anime lá na frente.


03. Ane Log: A grande surpresa da TOC. Ane Log, que têm aparecido com uma frequência cada vez maior no bottom, pegou uma posição altíssima para os seus padrões. No entanto ainda não é possível afirmar que a posição ameniza uma aparente queda de rendimento da obra, já que é bem provável que na próxima TOC Ane Log volte ao bottom.

04. Dagashi Kashi: Com a estreia do anime os volumes do mangá começaram a ter uma média de 300 mil cópias vendidas por volume, algo fantástico para os padrões da Shonen Sunday, ainda mais para um gag mangá. Os editores sem dúvida estão satisfeitos com o rendimento de Dagashi.

05. Magi: A obra, que recentemente estreou seu arco final, continua sendo rentável para a Shonen Sunday mesmo com as quedas de popularidade e nas vendas dos volumes, ainda mais com a adaptação em anime do spin-off Sinbad no Bakuen. A Sunday já deve (ou deveria estar) se preparando para a despedida de uma de suas obras mais rentáveis.

06. Saike Matashitemo: O mangá é publicado em períodos irregulares, tendo sido iniciado em 2014. Não é a primeira vez que o autor, Tsubasa Fukuchi, publica uma obra irregularmente. Ele já fez isso em Anagle Mole entre 2011 e 2014. Vale lembrar que a principal obra de Fukuchi é Ueki no Housoku, esse publicado regularmente entre 2002 e 2005.


07. Akatsuki no Tyrant: Com relação aos outros dois novatos recentes (Nippen e Hatsukoi Zombie) é o que teve melhor recepção e é o que vem pegando os melhores ranqueamentos, não tendo saído nenhuma vez do Top 10 por enquanto. Akatsuki vai se estabilizando, embora ainda seja cedo para considerar o mangá um sucesso.

08. Nanoha Yougashi-ten no Ii Shigoto: Após aparecer no bottom na TOC passada a obra volta a pegar uma habitual posição no Top 10. O gag mangá continua estável por enquanto e segue com apoio dos editores.


09. Tokiwa Kitareri!!: Um dos mangás mais promissores da revista, é publicado a pouco mais de um ano. As expectativas são de que a obra tenha possa ganhar um boost nas vendas após um anime. No entanto ainda é muito cedo para se falar em uma adaptação animada, uma vez que Tokiwa ainda não tem material suficiente para uma.

10. Denpa Kyoushi: Uma posição um pouco abaixo da média com relação aos ranqueamentos mais recentes. Mas ainda assim se manteve no Top 10, de onde raramente tem saído. No geral a obra está segura e dificilmente essa situação vai mudar em pouco tempo. Vale lembrar que o mangá passou por um time skip após um período em hiato.

MEIO DA TABELA:

11. Hatsukoi Zombie: Mais uma posição mediana desse novato. O mangá vai conseguindo se manter seguro a curto prazo mas ainda não passa a segurança de que vai manter sua relativa estabilidade a longo prazo. Mas vale ressaltar que os editores ainda estão apoiando o mangá, considerando que Nippen!, novato que estreou depois de Hatsukoi, está com piores ranqueamentos.

12. Tenshi to Act!!: Segunda vez seguida que fica fora do Top 10 e por pouco não aparece no bottom. O mangá continua seguro por ora mas suas posições já não são mais tão boas quanto no ano passado, em que ficou quatro vezes em primeiro lugar.

BOTTOM: 

13. Hayate no Gotoku!: Apesar da posição relativamente baixa, Hayate continua seguro e não deve ser cancelado ou finalizado tão cedo. E o autor tem méritos por conseguir publicar dois mangás ao mesmo tempo (o outro é o mensal Ad Astra Per Aspera) e manter as duas com uma recepção favorável.

14. Joujuu Senjin!! Mushibugyo: Se no ano passado Mushibugyo só ficou no bottom uma vez em 2016 já apareceu com certa frequência. Possível sinal de que os editores não vêem mais tanto potencial na obra, que já ganhou um anime, um jogo e dois OVAs. No entanto permanece seguro.

15. Keijo!!!!!!!!: Assim como Mushibugyo ficou apenas uma vez no bottom em 2015 mas em poucas TOCs de 2016 já apareceu com frequência no bottom. Mas diferente de Mushibugyo não chegou a ser adaptada, talvez porque os editores não viam potencial na obra há muito tempo. Suas vendas ainda são razoáveis para se manter mas a obra não tem muito destaque.

16. Nippen!: O mangá de pingue-pongue realmente não foi bem recepcionado e deve ser cancelado em breve. Seus ranqueamentos válidos estão com um desempenho muito abaixo de outros novatos recentes, como Akatsuki no Tyrant e Hatsukoi Zombie. 

17. Charactimes Golden: Depois de ter surpreendido com um segundo lugar na TOC passada Charactimes Golden cai para a última colocação. Mas nada que ameaçe a estabilidade da obra, que continua assegurada.


PÁGINAS COLORIDAS

Página Colorida: Kume Short (One-shot de Koji Kumeta)

Página Colorida: Kyoukai no Rinne

Página Colorida: Zettai Karen Children

Bem, pessoal, essa foi mais uma análise de TOC da Weekly Shonen Sunday. Até a próxima. 🙂